A confiança no trabalho: superestimada ou imprescindível?

Rafael
18/02/2021

Nunca falamos tanto de confiança como agora — essa qualidade e competência que tanto nos faz refletir e que é fundamental no exercício da liderança.

A confiança indica credibilidade, e está associada ao valioso e intangível patrimônio de uma empresa e pessoa: sua reputação.

O autor de vários best sellers de gestão, Stephen Covey, fundamentou em seus livros que as pessoas que trabalham em uma atmosfera de confiança conseguem colaborar de forma produtiva, o que resulta que as coisas sejam feitas com maior rapidez e menor custo.

Por outro lado, sem confiança, os resultados tendem a ser mais lentos e os custos aumentam.

Quando a confiança está ausente, as pessoas se tornam desconfiadas e tendem a se proteger umas das outras. Isso pode significar, na prática, perda de tempo e dinheiro, com muita burocracia, uma vez que tudo tenha que ser documentado, assinado e arquivado. Imagine quanto mais eficaz e veloz tudo seria se apenas uma palavra bastasse.

Outra importante lição de Covey é que caráter e competência estão diretamente ligados à confiança. No caráter, encontramos integridade, motivação e atitudes corretas em relação às pessoas. Já a competência pressupõe habilidades, capacidades, hábitos de trabalho e resultados. Para o autor, uma pessoa competente, mas desonesta, não é confiável; da mesma forma uma pessoa honesta, porém incompetente.

Felizmente, a confiança pode ser construída e, se quebrada, restaurada. Apesar de sabermos que, na prática, restaurar confiança é mais trabalhoso.

Covey atribui 13 principais comportamentos encontrados em líderes que inspiram alta confiança:

· Falar francamente

· Demonstrar respeito pelos outros

· Criar transparência

· Corrigir os erros

· Demonstrar lealdade

· Produzir resultados

· Aperfeiçoamento

· Confrontar a realidade

· Esclarecer as expectativas

· Praticar a responsabilidade

· Escutar primeiro

· Cumprir as promessas

· Confiar nos outros.

No exercício da liderança, é fundamental que possamos refletir sobre o quanto conseguimos desenvolver relações de confiança com nossa equipe, e o quanto contribuímos para desenvolver a cultura de confiança entre os membros.

Para isso, seguem 9 dicas fundamentais para essa construção:

1 – Permita que as pessoas da equipe possam dizer o que sentem e pensam sobre os assuntos sem ficar com medo de julgamento e punição.

2 – Cultive a transparência assertiva entre os membros da equipe. Que as pessoas possam reconhecer suas atitudes e capacidades e dar feedback de melhoria com tranquilidade.

3 – Cultive, na equipe, que uns possam ajudar os outros na construção de planos de ação de melhoria.

4 – Cultive a comemoração no coletivo sobre os aspectos técnicos e comportamentais que evoluíram em cada membro da equipe.

5 – Cultive a frequência dos horários individuais com as pessoas para reconhecer, alinhar, e, principalmente, para conhecer mais a fundo quem você lidera. Mostre interesse genuíno pelo seu desenvolvimento.

6 – Partilhe com a equipe os problemas e co-crie as soluções. Faça com que, de fato, sintam-se parte da construção.

7 – Cultive o comportamento da busca de informações antes de se tirar conclusões.

8 – Pratique a coerência entre o que você fala, sente, pensa e age como líder. O exemplo ajuda muito na construção da cultura da confiança.

9 – Esteja aberto(a) a incluir pontos de vista da equipe.

Liderança tem a ver com desenvolver laços profundos de Confiança!

Sobre a autora do artigo

Mirieli Colombo é sócia-executiva da Nortus, educadora referência em interações colaborativas, atua há mais de 21 anos em comunicação com foco em desenvolvimento individual e coletivo. Como consultora em empresas, tem ênfase na formação de líderes na excelência da comunicação e em formação de equipes. É fonoaudióloga, especialista em voz, coaching e mentora de comunicação, comportamento e liderança, especialista em Dinâmica dos Grupos pela SBDG).

Sobre a Nortus


A Nortus é uma instituição de desenvolvimento humano global e organizacional, referência em soluções para gestão contemporânea, fundada em 2009 e com sede em Campinas (SP). Já formamos mais de 700 gestores em todo o Brasil, atendendo dezenas de empresas e impactando o desenvolvimento de mais de 18 mil pessoas com nossa Tecnologia Comportamental Metassistêmica. Mantemos parcerias internacionais com pesquisadores do campo da psicologia social, comportamental e organizacional e da neurociência. Seguindo com a concretização de seu propósito, não só no âmbito corporativo, a Nortus possui a célula social Neoeducar que coloca nossa tecnologia genuína à disposição dos profissionais da rede pública de ensino.


Receba nossos conteúdos e fique por dentro de todas as novidades da Nortus