Nortus atualiza valores no Encontro Anual de Equipe

Rafael
03/02/2022

Time refletiu sobre desenho organizacional, princípios, valores, e temas como melhoria organizacional, desenvolvimento do humano integral, saúde e transtorno mental

Durante três dias, o time de 27 profissionais da Nortus esteve mergulhado em seu desenho organizacional e nas necessidades que esta proposta — sem precedentes no mundo corporativo — requer do time. Por conta da pandemia Covid-19, esta foi a primeira vez que quase toda a equipe se reuniu presencialmente desde 2020. Os que não puderam comparecer acompanharam a transmissão on-line em suas casas.

A sócia-fundadora da Nortus, Mirian Machado Coden, embarcou a equipe na compreensão sobre o que significa ser uma Organização em Fluxo Contínuo de Informações Auto-Organizadoras (OFCIAO) a partir das perspectivas do que são o Desenvolvimento Organizacional (DO) e o Desenvolvimento Humano (DH) em totalidade mútua de movimento.

“Somos Nortus há 13 anos. Foram inúmeros os encontros coletivos de desenvolvimento que vivenciamos. Estes três dias, em janeiro de 2022, foram impressionantes no sentido de ter deixado impresso em cada um de nós, definitivamente, o quanto é inovador o que fazemos enquanto Nortus, e a beleza que é fazer parte de algo que nos convida a aprender mais sobre nós mesmos, nos desenvolver e crescer, ao mesmo tempo em que realizamos nossas entregas profissionais. Eu diria que viemos nos preparando para um grande salto em profundidade e ascendência, e este encontro de equipe foi o trampolim perfeito para ele”, comenta Mirian Machado Coden sobre o Encontro de Equipe da Nortus.

Sobre nossa estrutura organizacional

Por meio de dinâmicas, reflexões e inclusão de informações sobre como se constituem os desenhos organizacionais nas organizações tradicionais, o time da Nortus pôde ter mais clareza sobre o desenho que está sendo criado, que possibilita que cada indivíduo possa dar o seu próximo passo de desenvolvimento, em seu ritmo, ao mesmo tempo em que expressa o seu máximo potencial na organização.

O sistema convida cada pessoa, como parte da estrutura, a se desenvolver continuamente por meio do autoconhecimento e autodesenvolvimento. O que referencia o desenvolvimento dos indivíduos são os pilares que compõem a Matriz de Desenvolvimento que chamamos de MOST, a qual considera como parâmetro a Maturidade, a compreensão sobre o desenho Organizacional, a competência Social e as competências Técnicas.

Diferentemente das organizações tradicionais, nossa estrutura não tem hierarquia, cargos, funções ou departamentos. Desempenhamos posições em circuitos de atividades dentro dos núcleos e subnúcleos. As posições também contam com sua estrutura de MOSTs adequados para a fluidez do sistema.

Essa Matriz norteará as Trilhas de Desenvolvimento Individuais dos Nortusianos, combinado com o Sistema de Desenvolvimento e Remuneração (SDR), também desenvolvido pela Nortus, que já avançou no sentido de sua estruturação algorítmica.

Fluxo contínuo

Manter uma organização em fluxo contínuo requer qualidade das informações que produzimos no sistema. Por isso, a Matriz MOST é importante, reunindo os comportamentos observáveis para cada um de seus pilares. O indivíduo em desenvolvimento biopsicossocial contínuo contribui para que o fluxo de entregas e atividades não seja interrompido e para que o melhor resultado, nas condições existentes, possa acontecer.

Diferencial é estarmos todos no mesmo fluxo

Gilberto compartilhou algumas reflexões sobre o livro Reinventando as organizações de Frederic Laloux. A maior parte das empresas que construíram modelos auto-organizadores não estão mais vivendo resultados extraordinários, porque os tomadores de decisão que iniciaram os modelos já não estão mais à frente do negócio. Este é o grande diferencial da proposição Nortus: o desenho está sendo cocriado atrelado ao desenvolvimento de todos os integrantes da organização.

A estrutura entrelaça o desenvolvimento da organização com o desenvolvimento dos indivíduos de maneira orgânica, e respeita as condições de cada pessoa, ao mesmo tempo em que as convida ao seu próximo passo de maneira sistêmica. Esse modelo parte dos três princípios da Nortus:

  • A vida é um fluxo contínuo de informações em combinações auto-organizadoras.
  • Ser Nortus significa atenção e movimento contínuo em seu autoconhecimento e autodesenvolvimento.
  • Responsabilização sistêmica.

O fluxo contínuo de informações auto-organizadoras permite que as decisões sejam identificadas em coletivos, e não tomadas por indivíduos. Para isso, criamos espaços como os Encontros de Gestão, os encontros tático-operacionais, os Círculos de Análise, os Círculos de Aprendizagem e os Encontros Coletivos de Desenvolvimento. Desta forma, vivenciamos uma fractalização, no lugar da centralização, por meio desta grande rede de segurança que são os espaços coletivos de ampliação de visão que cultivamos.

Durante o encontro, o time Nortus também conheceu uma nova ferramenta para possibilitar o levantamento de informações para análises de situações em que haja algum tipo de impedimento na fluidez.

Melhoria na perspectiva Nortus

No 2º dia, o sócio e educador da Nortus, Bruno Iacuzio, compartilhou informações sobre as cinco camadas em que os processos de melhoria podem atuar dentro das organizações, e o que esses processos geram em cada uma delas.

1ª camada: foco na correção de problemas, o que gera melhoria por meio da conscientização.

2ª camada: busca referências/boas práticas, o que gera melhoria por adesão.

3ª camada: a partir do conhecimento sobre a estratégia operacional, gera melhoria sistêmica.

4ª camada: com foco em vantagem competitiva, atua preventivamente, busca melhorias perenes e torna-se referência no segmento.

5ª camada: com foco em inovação, promove evolução e torna-se referência mundial.

No dia a dia organizacional, nos circuitos de atividades, os profissionais da Nortus podem vivenciar melhorias nessas cinco camadas. Durante o encontro, foi possível refletir sobre o que é possível melhorar, a partir da condição do indivíduo a dar o seu próximo passo de desenvolvimento, e o que é necessário manter em relação a comportamentos que impactam diretamente na produtividade do sistema. Os profissionais e a Nortus se retroalimentam continuamente em desenvolvimento contínuo.

Saúde e transtorno mental

A equipe da Nortus também refletiu sobre a saúde mental e o quanto é essencial cuidar, no dia a dia, das condições para que estejamos saudáveis a longo prazo. Gilberto de Souza compartilhou a perspectiva do Florescimento criada pelo psicólogo e sociólogo americano Corey Keyes — cofundador da Sociedade para o Estudo do Desenvolvimento Humano e consultor da Psicologia Positiva aplicada à prevenção de transtornos mentais.

A experiência de um bicampeão olímpico

Completando a perspectiva de coletividade e trabalho em equipe, o segundo dia terminou com a palestra do bicampeão olímpico de vôlei, Maurício Lima, que trouxe sua experiência de ter sido parte de times extraordinários, nos quais a sua vontade de se preparar sempre foi maior que a vontade de vencer.

“Performance individual não adianta. O ego é o inimigo número um do trabalho em equipe, e o líder tem que ter a percepção de que a equipe é mais importante que o indivíduo”, afirmou Maurício.

Ao ser indagado sobre qual é a principal característica que um integrante de um time deve ter, Maurício afirmou que é saber compartilhar o seu talento no coletivo. Também destacou o importante papel da comunicação para tornar as equipes fortes e vitoriosas. “Os princípios, os valores e o consenso de uma equipe são inegociáveis”, incluiu.

Novos valores

O último dia do encontro foi dedicado a revisitar os princípios, propósito e valores da Nortus. Diante dos passos na cocriação do desenho organizacional, atualizamos os valores da Nortus para:

  • Curiosidade
  • Reflexão
  • Colaboração
  • Efetividade

Esses valores expressam o que a Nortus valoriza em sua cultura e nos comportamentos das pessoas que integram o seu time.

É a partir do olhar curioso que cada um poderá, diante de qualquer situação, reunir informações para se auto-desenvolver e para atender às necessidades da organização. É por meio da reflexão que conseguimos utilizar 100% da nossa capacidade como ser humano em todas nossas atividades e interações. É colaborando em nosso coletivo que nos desenvolvemos enquanto indivíduos e enquanto organização. É concretizando entregas, simultaneamente com o nosso desenvolvimento individual e coletivo, e fazendo o adequado, no momento adequado e no contexto adequado, que teremos efetividade.

A conexão entre todos esses valores nos coloca em constante movimento na concretização de nosso propósito de cocriar as condições para a ampliação da consciência humana.

Encerramento

A finalização do Encontro de Equipe, realizado entre os dias 24 e 26 de janeiro, foi uma celebração às vidas que hoje movimentam a Nortus diariamente, oferecida carinhosamente pela Dona Nortus junto com um mimo para cada nortusiano e nortusiana.


Receba nossos conteúdos e fique por dentro de todas as novidades da Nortus